Piscava-lhe desesperadamente. Entretanto, ele não compreendeu: continuou com o zíper da calça aberto.

2 comentários:

HÉLIO SENA disse...

Que aflição!

mural do ajosan disse...

Rsrsrs!!! e se tivesse outro desfecho, não? como outro nanoconto do cisco nos olhos da moça de sua autoria mesmo! Muito boa.

Postar um comentário